Archive for the ‘moda e design’ Category

h1

Deus salve…

February 17, 2011

Para comemorar seus 40 anos de história, a banda inglesa Queen lançou um concurso de camisetas para fãs do mundo todo. O autor do melhor design ganhará um prêmio em dinheiro e terá sua camiseta vendida no site da banda. Todo o lucro será revertido para o Mercury Phoenix Trust, fundação beneficente dirigida pelos integrantes da banda que levanta fundos para pesquisas relacionadas ao vírus HIV. As inscrições estão abertas até o dia 19 de abril, e o vencedor será anunciado em 5 de maio.

Inscreva-se aqui:
http://www.talenthouse.com/

h1

Roupa nova

January 14, 2011

O Brit Award antes e depois da intervenção de Vivienne Westwood

O Brit Award, prêmio mais prestigioso da indústria fonográfica inglesa, está de roupa nova. A estatueta que é entregue anualmente aos melhores da música pop na Inglaterra ganhou um “redesenho” da estilista britânica Vivienne Westwood.

O nome dos indicados ao prêmio foi anunciado nesta quinta (13). O rapper Tinie Tempah é o artista com maior número de indicações (em quatro categorias), seguido por Plan B, The XX e Mumford & Sons (três indicações cada). Todos esses artistas concorrem, juntamente com Take That, ao prêmio mais prestigioso, o de melhor disco do ano.

O prêmio será entregue numa cerimônia em Londres, no dia 15 de fevereiro.

h1

Evolução

December 30, 2010

Para encerrar o ano, o site “Hypebeast” traz uma história visual dos capacetes da dupla francesa Daft Punk, desde a época do primeiro disco, “Discovery” (2001), até os capacetes usados no filme “Tron – O Legado” (2010).

Vão lá ver…

h1

Vogue sobre Vogue

December 20, 2010

A imagem acima é o resultado da sobreposição das capas publicadas por todas as sucursais internacionais da revista “Vogue” (brasileira inclusive) durante o ano de 2010. A experiência foi feita pela blogueira de moda Shrubrub em seu site, e o resultado da sobreposição de capas de edições de cada país pode ser apreciado aqui: http://community.livejournal.com/fashin/5814290.html

E, enquanto não rolam mais fofocas sobre a demissão de Carine Roitfeld, editora chefe da “Vogue” francesa, apreciemos a imagem que resulta da sobreposição de capas da revista que ela comandava. E não é que faz lembrar um bocadinho as cores e texturas de Delacroix?

h1

Beleza na sombra

December 20, 2010

Foto: Gaio Hungria/Sélavy

Até o dia 6 de fevereiro, acontece no centro cultural Barbican, em Londres, a exposição “Future Beauty: 30 Years of Japanese Fashion”. A exposição apresenta o trabalho de Yohji Yamamoto, Issey Miyake e Rei Kawakubo, como ponto de partida para estilistas das gerações posteriores, como Junya Watanabe, Jun Takahashi e Tao Kurihara.

No catálogo da mostra, a curadora Akiko Fukai defende que, a partir dos anos 80, o Japão transformou a visão de moda que o Ocidente tinha, e validou a imperfeição como uma forma do belo (veja o conceito japonês do wabi-sabi ou 侘寂).

“Ao desafiar conceitos ocidentais estabelecidos de beleza, e ao usar a roupa como uma forma de expressão autônoma, eles (Yamamoto, Miyake e Kawakubo) transformaram a moda numa forma de arte”, afirma Fukai, que é diretora do Kyoto Costume Institute.

Para ela, o livro “Elogio da Sombra” (1933), de Junichiro Tanizaki é o texto seminal que embasa os trabalhos pioneiros de Kawakubo e Yamamoto. “A primeira coleção mostrada em Paris por esses estilistas, em 1981, trazia peças assimétricas, desconstruídas que usavam expressivamente uma palheta acromática celebrada pelo livro, que encontra na sombra a essência da estética japonesa”.

Acima e abaixo, fotos “exclusivas”, capturadas pelos espiões deste blog…

Veja também:

O site “Contrahilo” traz algumas páginas escaneadas do catálogo da exibição.

Assista a uma reportagem em vídeo (em inglês) sobre a exposição, com depoimento dos estilistas Christopher Kane, Richard Nicoll, Lulu Guinness e Zandra Rhodes, e da curadora do Barbican, Catherine Ince.

h1

Joia

December 16, 2010

O designer Fernando Jorge acaba de terminar o mestrado em joalheria na Saint Martins, em Londres, e as suas peças já estão em duas lojas chiques da capital inglesa, a Wolf & Badger e a CoutureLab, que também vende pela Internet.

Em seu trabalho, Fernando modela formas orgânicas fluidas e delicadas que lembram gotas, tentáculos e ramagens, com grande carga de erotismo.

Abaixo, o designer, que no próximo Fashion Rio fará as bijus de Lucas Nascimento, responde a cinco perguntiinhas deste blog…

Joalheria e erotismo combinam?
Combinam muito! São duas áreas movidas pelo desejo.

Para você, joias têm de ser feitas com ouro, pedras preciosas e materiais nobres?
Não necessariamente. Peças em qualquer material podem ter valor pelo trabalho empregado ou pela autenticidade. A diferença essencial é que as jóias em materiais nobres têm que “sustentar” os custos altíssimos que eles implicam. Por elas serem muito mais caras, atingem um público totalmente diferente, mais exigente em relação à procedência, ao acabamento e ao design. O desafio é muito maior, e, na minha opinião, a satisfação do designer e do possuidor, também.

O fato de você ser brasileiro aparece no seu trabalho?
Sim! Faço questão que apareça. A cultura brasileira é a base da minha formação, por isso acho importante que faça parte do meu discurso como designer. Eu busco aqui praticamente todos meus recursos, matéria-prima, mão-de-obra e inspiração mesmo. A joalheria internacional é um parâmetro de qualidade, mas meu design é brasileiro.

Para quem você cria suas joias?
Para pessoas que querem uma peça com uma informação sofisticada e atual de design, e que não estão tão interessadas em comprar uma grife de joalheria.

Se você fosse o Louis Cartier, quem seria sua María Félix?
Adoraria sair por aí de braços dados com a Sônia Braga. Acho que ela é incrivelmente sexy e corajosa. Admiro a trajetória dela, porque ela se expôs, correu riscos e não fez as escolhas fáceis. E ela é tão brasileira que se tornou internacional.

Para saber mais sobre o trabalho de Fernando, veja também:

http://www.wallpaper.com/

http://www.couturelab.com/

http://fernandojorge.co.uk/

Onde encontrar:

Wolf & Badger
Tel: (020) 7229-5698
46 Ledbury Road
Notting Hill
London W11 2AB

Na Internet:

http://www.couturelab.com/

h1

Alfaiataria

December 10, 2010

O alfaiate Milton Silva trabalha em seu ateliê, no Centro de São Paulo: "Ninguém mais quer aprender este ofício", ele lamenta...

Já está no ar, no UOL, uma reportagem sobre a alfaiataria sob medida, que traz depoimentos de vários profissionais da área que falam sobre a “extinção” desse ofício. Lá tem também uma lista com endereços e contatos de diversos alfaiates brasileiros tradicionais, como Milton Silva, Alexandre Mirkai e Alberto Marques. Leia aqui.