h1

Top 5 menswear

July 6, 2010

Passadas as semanas de moda masculina de Milão (19 a 22/06) e Paris (24 a 27/06) para o Verão 2011, lá vão os destaques, na modesta opinião deste blog. Depois de pelo menos duas temporadas com o pé no freio (por causa da crise econômica mundial, dizem), parece que as marcas resolveram voltar a apostar, ainda que cautelosamente, em formatos e peças novas. Abaixo, o Top 5 da estação.

JAQUETÃO
Se depender do que se viu em Milão e Paris, todo homem chique terá de ter pelo menos um jaquetão no guarda-roupa, no verão 2011. O paletó transpassado, que andava esquecido há pelo menos 20 anos, fez um retorno triunfal às passarelas. Esse tipo de abotoamento já vinha voltando aos poucos, desde o revival do trench-coat. Nesta temporada, praticamente todas as marcas apresentaram versões de paletós transpassados, modelo que, cá entre nós, não é nada prático nem irrestritamente elegante. Ele só fica bem fechado, senão engorda e achata.


Na foto (sentido horário), modelo de linho creme da Hermés, um verde militar da Bottega Veneta (deselegantemente desabotoado), um jaquetão-summer da D&G, o jaquetão-motoqueiro da Gucci, a versão colete de John Galliano, o xadrez de Dries Van Noten, o modelo “seco” da Dunhill e o acinturado de Yves Saint Lurent.

CINTO
Quem quiser estar elegante no verão 2011 já está atrasado para começar a comprar cintos. O foco na cintura das roupas masculinas atingiu um ponto tão exacerbado que mais de uma marca usou como artifício de styling colocar cintos e faixas de smoking pro lado de fora, por cima de paletós (já bem acinturados). Por dentro ou por fora de passantes, em calças e casacos, de couro ou tecido, em geral mais para finos, mas também mais largos, os cintos servem de acabamento e de “acento” nessa região do corpo.

Na foto (sentido horário), modelo fininho de Kris Van Assche, o casaco com cinto de Dries Van Noten, look amarrado de Viktor & Rolf, sobre o paletó em desfile de Galliano, modelo duplo de Jean Paul Gaultier, faixa de smoking sobre paletó em desfile de Ann Demeulemeester e, no destaque, cinto de tecido usado com faixa de smoking em look Yves Saint Laurent.

CALÇA FOLGADA E ALTA
Já há algumas temporadas que as calças masculinas estão ficando mais folgadas. Desta vez, além de folgadas estão também mais altas na cintura, muitas vezes pregueadas, formando looks que tanto podem lembrar a silheta baggy/clochard dos anos 80 ou a elegância dos anos 20 (pense Cole Porter e Grande Gatsby). Formatos de gancho baixo ainda permanecem, tanto saruel como cenoura.

Nas imagens pequenas (sentido horário), uma pantalona de Raf Simons, um saruel “discreto” da Louis Vuitton, modelo folgado de Kris Van Assche e um da Hermès, modelo reto da Canali, modelo superbaggy da Dior, cintura alta e folgada da Prada, cintura alta Calvin Klein e (no destaque) modelo de cintura alta com pregas Yves Saint Laurent.

CINZA E BEGE
Não é que o preto tenha sido abolido, mas foram os tons claros que mais apareceram nas passarelas europeias masculinas como uma indicação de modernidade e frescor. E, dentre os tons claros, uma das combinações mais “da moda”, certeiras, é a do cinza com bege. A Hermès, por exemplo, apresentou uma coleção praticamente toda criada nesses tons.

Cinzas e beges que apareceram na temporada masculina para o verão 2011. Juntos, são a combinação da vez: na passarela da Hermès, de Yves Saint Laurent, da Gucci, de Junya Watanabe, de Z.Zegna, Pringle of Scotland, Prada, Marni, Issey Miyake e McQueen.

DECOTE PROFUNDO
As marcas com pretensão de atingir um público mais jovem apostam sem medo em decotes masculinos vertiginosamente profundos, em camisetas, malhas, cardigãs e vestes –seja em formato “v”, o mais “trendy” da temporada, seja redondo. O mesmo efeito é obtido às vezes com a camisa desabotoada até o meio do tórax, no melhor estilo amante latino. Entre jovens europeus, camisetas e malhas bem decotadas já não são exatamente novidade, e corre o risco de essa ser uma aposta tardia das marcas. Para quem não quiser embarcar nessa onda, o contraponto apareceu na Prada, marca que nunca se afina com o coro dos contentes e apresentou elegantes decotes canoa.

Decotes profundos como o da Dior (esq.) e Alexis Mabille (centro) dominaram a temporada. A Prada, em contrapartida, apostou num “não-decote” canoa…

*****

GRAVATA
Se o cinto foi o acessório mais privilegiado, a peça que sai mais combalida da temporada é a gravata. Quase não apareceu nos desfiles, mesmo em looks formais, e, quando surgiu, veio bem fina e discreta, coberta por malhas, coletes e afins.

*****

Veja aqui a cobertura completa de todos os desfiles da temporada, com fotos e resenhas.

One comment

  1. Informacao de tendencia masculina completa e precisa.
    Tem coisas que eu gosto e coisas que nao gosto.
    Quando vejo tendencias vada vez mais acho que os estilistas se esqueceram do corpo humano.



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: