h1

Herbívoro

June 14, 2009

Imagem: Reprodução
Deu no “Independent”… Eles usam maquiagem, adoram moda, sentam-se para urinar, não têm ambições profissionais, moram na casa dos pais até mais de 30 e não pensam em namorar. Eles são os soshoku-danshi, ou garotos herbívoros, e constituem, segundo a imprensa japonesa, a nova onda jovem do país.

No Japão do pós-guerra, dois estereótipos de masculinidade predominaram: o do macho “samurai” (tipo filmes de ação) e o do executivo dedicado à empresa. Os soshoku representam a recusa absoluta desses dois modelos. O termo que dá nome ao grupo (e ironiza seu descaso para com as relações carnais) foi cunhado pelo colunista Maki Fukasawa e popularizado no livro “Os herbívoros afeminados que estão mudando o Japão”, da escritora Megumi Ushikubo, presidente da empresa de marketing Infinity. Segundo uma pesquisa realizada por ela, dois terços dos homens japoneses entre 20 e 34 anos enquadram-se nessa categoria.

Ushikubo acredita que os problemas econômicos enfrentados pelo Japão a partir dos anos 80 ajudam a explicar essa transformação no comportamento masculino, que, a seu ver, veio para ficar e não é de todo má: “As pessoas que cresceram na época da ‘bolha’, nos anos 80, sentiram-se traídas. Elas trabalharam tanto, e não deu em nada. Depois disso, os homens mudaram”.

O “Independent” costura ainda dados da economia e da cultura japonesa para tentar explicar o fenômeno desses novos dândis assexuados (ou onanistas), como a deterioração da renda da população até 35 anos e o uso da pornografia online como lenitivo sexual. O filósofo Masahiro Marioka, citado na reportagem, compara o Japão de hoje com o do período Tokugawa (1603-1868), durante o qual homens e mulheres se travestiam no teatro, e o bissexualismo era “celebrado” na arte. Segundo Marioka, o que há de comum entre as duas épocas é serem períodos de paz. “Desde a Segunda Guerra que o Japão não vive um conflito armado. Isso liberou os homens da necessidade de serem masculinos”, acredita o filósofo.

Um dos ídolos dos garotos herbívoros japoneses é o astro pop Tsuyoshi Kusanagi (canto inferior direito na foto acima). Famoso por sua boy-band Smap e por suas participações em programas de TV, Tsuyoshi passou uma noite na cadeia, em abril, depois de ficar nu em um parque, em Tóquio. Ao receber voz de prisão, Kusanagi teria perguntado aos policiais: “Qual o problema de ficar pelado?”.

4 comments

  1. Aplausos para os reais grass-eaters nipônicos!


  2. monas ocós


  3. “(…)Tsuyoshi passou uma noite na cadeira(…)”

    cadeira ou CADEIA? O texto tá ótimo mas o finalzinho precisa ser corrigido com urgência. Broxei.


    • o, shima. obrigado. corrigido.



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: