h1

GooGoosha

June 1, 2009

Essa é Gulnara Karimova, ou GooGoosha, filha do presidente do Uzbequistão, Islam Abduganievich Karimov, que esteve em visita oficial ao Brasil na última quinta-feira (28/05). Gulnara, que já teve uma carreira de cantora (como se pode comprovar pelo clipe acima), é, desde setembro de 2008, embaixadora de seu país junto às Nações Unidas.

Formada em Economia no Uzbequistão e com um mestrado em Harvard, a moça viveu nos Estados Unidos até 2001, quando se divorciou do marido, Mansour Maqsudi, empresário americano de origem afegã, e fugiu de volta para o seu país com os dois filhos do casal. De lá para cá, tornou-se uma espécie de RP de luxo de seu pai, acusado de liderar um dos sistemas políticos mais corruptos e violentos da atualidade, denunciado pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU.

“Princesa” e “guru da moda” são alguns dos predicativos usados para ela pela imprensa do Uzbequistão. Na página em que seu vídeo foi postado no YouTube, no entanto, seus “fãs” têm opiniões menos elogiosas sobre ela: “bitch, she can’t even speak uzbeque” (“vaca, ela nem fala uzbeque direito”).

O Uzbequistão é uma ex-república soviética que se tornou independente em 1991. Após conflitos étnicos internos, cerca de 2 milhões de uzbeques migraram para a Rússia. O país faz fronteira com o Afeganistão, Cazaquistão, Turcomenistão, Quirguistão e Tadjiquistão, e tem quase 28 milhões de habitantes. Mais de 80% da população é muçulmana.

A ONU acusa o governo do Uzbequistão de praticar tortura, fazer vista-grossa com trabalho infantil e perseguir a maioria muçulmana do país. Num dos episódios recentes mais marcantes, ocorrido em 2005, tropas do governo de Karimov abriram fogo contra manifestantes na cidade de Andijan (região Leste do país) e mataram cerca de 190 pessoas, segundo informações oficiais. Como o governo não permite uma investigação independente, não é possível chegar a um número exato, que a oposição alega ser muito maior.

Recebido no Brasil pelo presidente do Senado, José Sarney, Karimov agradeceu a “calorosa acolhida e hospitalidade” dos brasileiros e enfatizou que o objetivo de sua visita é criar “os alicerces das relações entre os dois países”. Ele destacou ainda a relevância do Senado brasileiro: “Um país imenso como o Brasil não pode viver sem um Senado. O Senado é a cabeça do Brasil. Viemos aqui para demonstrar nosso apoio a esta nação”.

Como assim? O presidente de um dos países mais truculentos do mundo vem ao Brasil apoiar o Senado? Deviam ter mandado a GooGoosha…

(Com informações da Agência Senado, da BBC e da revista “Monocle”)

One comment

  1. É a Glória Perez.



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: