h1

Zurique: quatro horas por 50 francos

May 17, 2008

A perspectiva de se ver preso por seis horas num aeroporto, depois de nove horas de vôo apertado na classe cômica, digo, econômica, à espera de uma conexão mal arranjada, pode ser assustadora. Mesmo que seja em Zurique, uma das cidades mais chiques da Europa. Se algum dia isso acontecer com você (e pode acontecer se você estiver viajando com a Swiss, pois a maioria dos vôos dessa companhia faz escala lá antes de seguir para o destino final), não entre em pânico.

O aeroporto internacional fica a cerca de 20 minutos, de trem, do centro da cidade que mais do que vale uma visita. A seguir, um roteiro que garante umas quatro horas de passeio, por pouco mais de 50 francos suíços (menos de R$ 80).

Para começar, compre, por 12 francos suíços, um passe de trem que vale para o dia inteiro e dá direito à viagem de ida e volta.

Leve cartões de crédito, mais uns 50 francos para gastos trocados. O resto da bagagem de mão pode ficar guardada no aeroporto, por até 24 horas, por 7 francos.

Tome o trem S2, que passa na estação que fica no subterrâneo do aeroporto. Desça três estações adiante, na Zürich Hauptbahnhof (Zürich HB), estação central da cidade.

Saia da estação pela Kasernenstrasse, em direção à Gessnerbrücke (ponte), sobre o rio Limmat, que tem escadarias nas margens, onde os zuriquenses tomam sol nos dias de verão.

Depois de atravessar a ponte, continue pela Usteristrasse. Lá fica a loja de departamentos Bernie’s, que tem o incrível slogan “man kann nie gut genug aussehen”, ou, em tradução livre, “sempre dá pra estar mais chique”.

Continue até a Bahnhofstrasse, a rua mais importante da região. Vire à direita. Lá estão as melhores lojas de Zurique, como Prada, Chanel, Armani e Bottega Veneta, e, é claro, as relojoarias e joalherias, como Rolex, Cartier, Bulgari e Gübelin.

Lá, no número 73, você encontra a Big Boyz, loja que tem a melhor seleção de camisetas silkadas, hoods, tênis e streetwear da cidade.

Uma caminhada de cerca de meia hora pela Bahnhofstrasse leva ao porto do lago Zurique. Lá tem um barco que faz um passeio de 40 minutos. Você pode também ficar sentado à sombra das árvores na pracinha de Bürkliplatz, onde fica a estátua de Ganimedes e a águia, em frente ao pier.

Volte pela Bahnhofstrasse até a Schweizergasse e entre à esquerda. Com 20 francos dá para comer uma torta de queijo com tomate e tomar uma taça de vinho na lanchonete simpática da Globus, a loja de departamentos chique da cidade.

Depois do almoço vá até a confeitaria Sprüngli, na Löwenstrasse 49, a duas quadras da Globus. Com sorte, lá você come a trufa do dia (e essa dica estou repassando de minha amiga fina suíça Olivia Hanssen). E digo “com sorte” porque essa trufa é, como o nome diz, “do dia” e acaba. Compre logo uma caixa com seis, por 12 francos.

Agora, mesmo que você não tenha tido a sorte suprema de provar a trufa do dia, pense que você já suficientemente sortudo de estar em Zurique, na Sprüngli, e coma qualquer outro chocolate da loja. Depois, peça um spresso (5 francos) na cafeteria deles.

Pronto, agora você pode voltar para a Zürich BH e tomar seu S2 de volta para o aeroporto.

2 comments

  1. Que otimo o seu roteirinho… E as comidinhas do Globus não sao incriveis?! Ja to morrendo de sdds… Viel Spass!
    Bjks.


  2. Adoro esse lugar, E muito lindo Zürich, Suíça



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: